Skip to main content

Immigration banner image - Airport

Fale conosco

Para obter conselhos sobre imigração, nacionalidade ou direitos humanos,
fale conosco agora.

Vistos do Tier 2 pelo sistema de pontos (PBS)

Você quer ter a certeza de que seu funcionário em potencial tem as melhores chances de obter um visto Tier 2 para poder trabalhar na sua empresa e contribuir para o seu sucesso.

Antes de obter seu Certificate of Sponsorship, você precisará ter a certeza de que o funcionário que pretende contratar tem pontos suficientes no sistema de pontos para se qualificar a um visto Tier 2, embora a sua atuação como sponsor conte mais pontos para ele.

Há diversos tipos de vistos Tier 2, por isso é importante solicitar um que dê a você e ao seu funcionário em potencial a maior chance de êxito.

Tier 2 (General)

Essa categoria é usada para trabalhadores especializados que receberam uma oferta de emprego de uma empresa no Reino Unido e inclui também as vagas incluídas na Shortage Occupation List (uma lista oficial de empregos para os quais não há trabalhadores suficientes no Reino Unido para ocupar as vagas), resultantes de carência de mão de obra.

Intra-Company Transfers (ICTs)

Transferências de trabalhadores para outra sucursal da mesma empresa. Com esse visto, o departamento de Recursos Humanos pode remanejar funcionários entre os vários países onde operam. Há quatro subcategorias dentro dessa categoria de visto:

  • Long-term staff

    Funcionários de longo tempo de serviço. Para se qualificar, é preciso que o funcionário a ser transferido trabalhe na empresa há pelo menos 12 meses e vá preencher uma vaga que não possa ser preenchida por um trabalhador já estabelecido na localidade.

    Essa subcategoria do visto Tier 2 - Intra-Company Transfer permite que o funcionário permaneça por um tempo máximo de 60 meses. Contudo, se o funcionário estiver em uma faixa salarial alta, poderá estender sua permanência até no máximo nove anos.

    Essa categoria também pode ser usada para estender a permanência de trabalhadores estrangeiros no Reino Unido sob certas circunstâncias.

  • Short-term staff

    Funcionários de curto tempo de serviço. Para se qualificar, é preciso que o funcionário a ser transferido trabalhe na empresa há pelo menos 12 meses e vá preencher uma vaga que não possa ser preenchida por um trabalhador já estabelecido na localidade.

    Essa subcategoria permite que o funcionário permaneça por um tempo máximo de 12 meses.

  • Graduate trainee

    Essa subcategoria pode ser usada para transferir pessoas recém-formadas para o Reino Unido como parte de um programa estruturado de estágio para recém-formados, com a possibilidade de avançar para um cargo de gerência ou cargo especializado dentro da organização.

    A subcategoria graduate trainee é válida por um período máximo de 12 meses.

  • Skill transfer

    Essa subcategoria pode ser usada para transferir para o Reino Unido funcionários de uma sucursal da sua empresa em outro país, a fim de receberem treinamento ou usarem suas especializações.

    O período máximo para uma transferência intraempresarial nessa categoria é de seis meses. Essa categoria foi encerrada em 23 de novembro de 2016; portanto somente os certificados emitidos antes dessa data são válidos para a avaliação de pedidos na categoria Tier 2 (ICT).

Tier 2 - período de carência

Se um trabalhador estrangeiro já tiver recebido visto na categoria Tier 2, mas esse visto tiver expirado, será preciso aguardar 12 meses para solicitar outro visto em qualquer categoria do Tier 2. No entanto, essa regra tem exceções, válidas para solicitações nas categorias Tier 2 Intra-Company Transfers e Tier 2 General Entry Clearance.

Indefinite Leave to Remain

Visto de residência permanente. Com exceção das pessoas com visto Tier 2 (Intra-Company Transfer) cuja permissão inicial expirou após 6 de abril de 2010, todos as pessoas com visto Tier 2 podem solicitar visto de residência permanente (indefinite leave to remain) após completarem um período de 5 anos de residência legal no Reino Unido.

No entanto, a empresa contratante que emitiu o Certificate of Sponsorship que levou o solicitante a obter seu último visto de permanência deverá certificar, por escrito, que o solicitante ainda é necessário no trabalho exercido e, no caso de pedidos de residência feitos por solicitantes com visto Tier 2 (Intra-Company Transfer) e Tier 2 (General), que o solicitante recebe remuneração igual ou maior que a apropriada ao cargo, conforme estabelecido nos codes of practice for Tier 2 sponsors publicados pelo Home Office.

Em qualquer caso, o solicitante a visto de residência permanente deverá ter domínio suficiente do inglês e passar no teste "Life in the UK", requerido pelo Home Office, a menos que tenha menos de 18 ou mais de 65 anos quando solicitar o visto.

Todos os solicitantes a visto de entrada ou residência no Reino Unido, sob qualquer subcategoria do Tier 2, deverão comprovar renda suficiente para se manterem no Reino Unido (Apêndice C). Se o empregador e sponsor tiver nível A, os pontos necessários para o Apêndice C poderão ser atingidos se esse empregador emitir uma garantia de se responsabilizar pelo sustento e acomodação do funcionário, se necessário.

Desde 28 de outubro de 2013, exige-se também capacidade de falar e entender inglês (obrigatório diploma B1 CEFR ou mais elevado) ou nível equivalente.

Fale conosco

 

Fale conosco

Para obter conselhos sobre imigração, nacionalidade ou direitos humanos, fale conosco agora.

Fale conosco