Skip to main content

Fale conosco

Para obter conselhos sobre imigração, nacionalidade ou direitos humanos,
fale conosco agora.

Como Trazer Seu Cônjuge Para Viver Com Você No Reino Unido

Posted by: Gherson Immigration

Como Trazer Seu Cônjuge Para Viver Com Você No Reino Unido

Você é casado com um cidadão britânico ou um residente permanente do Reino Unido? Você deseja fazer do Reino Unido sua casa e se reunir permanentemente com seu ente querido? Se for esse o caso, você pode se candidatar ao que é conhecido como "visto de esposo(a) no Reino Unido".

O que isso lhe permitirá?

O visto do esposo permitirá que você faça do Reino Unido a sua casa com seu parceiro. O seu pedido pode ser para autorização de entrada se você estiver atualmente fora do Reino Unido ou, em alternativa, dependendo do seu status atual no Reino Unido, você poderá fazer um pedido de licença para permanecer. Isso lhe dará o direito de viver no Reino Unido e viajar livremente dentro e fora do país e até mesmo trabalhar aqui.

De acordo com o apêndice FM, a permissão de entrada será concedida por um período inicial de 30 meses, o que deverá ser prorrogado por mais dois anos e meio, antes da expiração do período inicial de licença. Após 5 anos, você pode ser elegível para uma licença por tempo indeterminado para permanecer e depois para a cidadania britânica, sujeito a alguns requisitos adicionais.

Os pontos mais importantes para refletir antes de fazer a solicitação:

1. Acomodação

É um requisito que você tenha "acomodação adequada sem ajuda de fundos públicos". Embora não haja uma definição concreta do que o Home Office considerará "adequado", a propriedade não deve estar superlotada, pelos padrões do Reino Unido, e geralmente deve ser possuida ou ocupada exclusivamente por você mesmo.

2. Requisitos financeiros

Seu "patrocinador no Reino Unido", em outras palavras, seu parceiro, precisará atender aos requisitos financeiros, conforme especificado pelas Regras de Imigração. As regras apresentam um limite mínimo de renda anual caso eles tenham um salário decorrente de emprego. Outra possibilidade é demonstrar a dependência em qualquer economia que eles tenham, o qual também haverá um valor mínimo necessário para ser comprovado.

O objetivo desses limites mínimos são garantir que as pessoas que entrem no Reino Unido não acabem solicitando benefícios públicos. O Home Office exigirá vários documentos que comprovam o cumprimento dos requisitos financeiros e existem inúmeras maneiras de atender esses requisitos.

3. Língua inglesa

Na maioria dos casos, você também precisará cumprir um requisito de língua inglesa, seja tendo feito um determinado curso ou tendo completado um curso de nível superior em inglês.

4. Taxas

A taxa total para a solicitação do visto atualmente inclui: a taxa de inscrição no Home Office, a Taxa de Imigração para Saúde e uma taxa extra para um serviço prioritário, se você desejar acelerar o processo de inscrição.

5. Recusas

Apesar do direito de recorrer da decisão, a recusa de solicitação do visto de cônjuge pode provocar outras consequências. No nível mais básico, uma recusa resultará em uma perda considerável de dinheiro pelo pagamento de taxas do Home Office e uma perda de tempo. O recurso da decisão pode demorar até 12 meses para ser decidido e se o pedido for feito no exterior, sua entrada no Reino Unido não será permitida antes da decisão ter sido tomada. Isso poderá implicar em períodos de tempo potencialmente prolongados longe de seu parceiro.

Se você acredita que esta situação se aplica a você, não hesite em contactar-nos. Gherson tem mais de 30 anos de experiência na aplicação deste tipo de visto e ajuda com vários outros assuntos de imigração do Reino Unido. Cada aplicação é tratada de forma personalizada, pois apreciamos a importância de estar com seus entes queridos.





A informação neste blog é apenas para fins de informação geral e não pretende ser abrangente ou fornecer aconselhamento jurídico. Embora todos os esforços sejam feitos para garantir que a atualidade da informação e da lei na data da publicação, deve-se ressaltar que devido ao lapso temporal isso não reflete necessariamente a posição jurídica atual. A Gherson não aceita qualquer responsabilidade por perda que possa resultar do acesso ou dependência em informações contidas neste blog. Para obter conselhos formais sobre a lei atual, entre em contato conosco. O aconselhamento jurídico só é fornecido a partir de um acordo escrito, identificado como tal e assinado pelo cliente e por um representante da Gherson. 

 

©Gherson 2018

Fale conosco

Para obter conselhos sobre imigração, nacionalidade ou direitos humanos, fale conosco agora.

Fale conosco